Não tema o dentista

A ir, ao dentista semestralmente, ao dentista é um pesadelo para alguns de nós. Portanto, muitos evitam ir ao dentista. Pode ter grandes consequências para a saúde bucal.

Sabemos que não é perigoso. Muitos já fizeram isso antes. Já fiz isso antes, mas não consigo controlar o medo.

Muitos Brasileiros que sofrem de susto dental. Geralmente períodos de até 10 anos em que ele não visitou a um dentista.

dentista

A causa do medo é frequentemente encontrada em visitas odontológicas traumáticas na infância. Uma experiência ruim no dentista pode ser suficiente.

Muitos que sofrem de susto dentário acham assustador que não tenham controle sobre o que acontece durante o tratamento. Outros têm medo da dor.

Os medos dentais geralmente acabam em um círculo vicioso, onde o limiar para visitar o dentista se torna mais alto quanto mais tempo passa entre cada visita.

– Muitas pessoas pensam que é muito pior na cavidade oral do que costuma ser um fato.

– É o tempo, o dinheiro e os dentes do paciente e, portanto, também é o paciente quem decide em última instância qual tratamento deve ser feito.  Acreditamos que as pessoas precisam ser melhores em assumir o controle da situação.

Boa experiência

O óxido nitroso é usado em várias clínicas dentárias como um inibidor de ansiedade. Pode ajudar algumas pessoas a obter uma boa experiência no dentista, o que pode contrabalançar as más experiências anteriores

Prevenção de cárie dentária (orifícios)

O fio dental também é muito importante no trabalho de prevenção de orifícios nas superfícies dentárias que a escova não alcança. As bactérias que produzem orifícios precisam de açúcar (de várias formas) e nesse processo produzem ácidos que causam cárie dentária.

– As bactérias estão na mesma placa mencionada anteriormente e devem ser removidas da superfície do dente. Além do uso do fio dental, a dieta é extremamente importante aqui. Coma regularmente, escove duas vezes por dia e use fio dental uma vez por dia. Alguns também precisam de produtos com flúor, mas você será informado pelo seu dentista.

Uso adequado do fio dental

Tudo isso pode ser evitado com muita facilidade usando fio dental, mas é importante usá-lo adequadamente.

– Escusado será dizer que você sabe como fazê-lo. Eu ensinei pacientes até os anos 80 no uso correto de fio dental e escovas de dentes.

O fio dental deve passar pelo dente até a seção da gengiva entre os dentes, que na linguagem profissional é chamada papila. O importante é que o fio dental não seja puxado apenas uma vez entre os dentes, mas seja passado para cima e para baixo em cada lado da papila, ou seja, duas vezes entre cada dente. Muitas pessoas não sentirão nenhum sintoma de inflamação até começarem a usar fio dental, depois começarão a sangrar e sentirão desconforto ou dor.

– É um pouco mais trabalhoso do que muitas pessoas acham divertido, mas se você consegue fazê-lo todos os dias por duas semanas, não dói mais.

É importante suportar. Após duas semanas, o sangramento geralmente diminui e a dor diminui. Então você foi vencido pelo sangramento e voltou a desenvolver uma condição saudável na boca. Mas se você já tem periodontite, isso por si só não produzirá resultados. O uso posterior do fio dental parecerá indolor e a resistência está prestes a se preocupar com o tempo gasto a cada noite.

Exercício para os dentes

Compara o uso do fio dental com o exercício.

– Se você parar de exercitar-se, diminui com as condições, o mesmo acontece com as gengivas e a higiene bucal. Se você parar de usar o fio dental, a infecção surgirá novamente.

Nunca é tarde para começar e todos os dias o uso do fio dental ajuda na higiene bucal.

– É sobre trabalho preventivo. Você não recebe nenhum prêmio, mas libera alguns problemas de saúde mais tarde na vida.

Enfatizar que o fio dental não ajuda contra todas as doenças. Os furos devem ser perfurados e uma doença dentária grave deve ser tratada.

Mau hálito

Uma higiene oral desleixada também pode causar mau hálito, mas também distúrbios no estômago e na garganta.

Crianças e fio dental

É muito raro que as crianças obtenham a forma grave de doença gengival, mas aqui o trabalho preventivo pode ser incorporado como um hábito.

– É importante ensinar as crianças a usar fio dental quando puderem fazer isso sozinhas. É muito mais fácil acompanhar o que aprendemos quando criança mais tarde na vida.

Enfatizar que a forma grave da doença gengival pode ser hereditária.

5 regras para uma boa higiene bucal

  1. Escove os dentes duas vezes ao dia.
  2. Use fio dental ou palitos de dente uma vez por dia antes de escovar.
  3. Evite fumar ou outras formas de tabaco.
  4. Vá a check-ups regulares no dentista.
  5. Coma saudável e evite muito açúcar em alimentos e bebidas.

Faça sua cotação conosco